Pesquize em toda a Web

2016 começa com reação das vendas de imóveis

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Construtoras registram aumento dos negócios em janeiro, devido à percepção mais positiva dos clientes e a promoções

O mercado imobiliário vive um momento de mudança. Apesar dos números nada favoráveis do setor no último ano, o cenário acena com perspectivas bem positivas, segundo empresários das principais construtoras da capital mineira. Eles afirmam que janeiro último foi o melhor mês para a atividade desde o começo de 2015 e reforçam tratar-se do melhor momento para investir em um imóvel.

É inegável que as alterações vividas pela economia afetaram o segmento. O mercado imobiliário de Belo Horizonte movimentou R$ 7,7 bilhões entre janeiro e setembro do ano passado. O valor foi 11% inferior ao registrado no mesmo período de 2014. A estatística pode causar preocupações, mas essas mudanças podem ser uma chance para novos investimentos.

Segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), os preços de venda de imóveis tiveram alta inferior à inflação em 2015. Para os especialistas do setor, as empresas reduziram os níveis de produção, mas ainda estão com muito estoque e dispostas a fazer bons negócios. Além disso, os preços estão estáveis. “O ano de 2015 foi marcado por incertezas e fez com que o volume de lançamentos diminuísse drasticamente. E como não foi um ano de renovação de estoque, mas de muita oferta, os preços tiveram correção próxima da inflação e se estabilizaram”, observa Humberto Mattos, diretor comercial da Somattos Engenharia.

A desconfiança do comprador diante de um cenário de crise econômica ainda existe, mas o mercado não para, segundo Mattos. “As famílias continuam crescendo, outros casais se separam. Então, as pessoas que enxergam um pouco mais a longo prazo perceberam esse cenário de oportunidades. E, na nossa visão, qualquer cenário positivo nos próximos meses, como temos uma demanda reprimida, porque não houve lançamentos, é um bom momento de compra. Além disso tudo, as incorporadoras estão dispostas a fazer boas negociações com seus estoques.”

Tárcio Barbosa, diretor de Marketing eVendas da Construtora Canopus, acrescenta: “Diante de um cenário de instabilidade, receosos, os empresários diminuíram a produção, mas, como as pessoas ficaram com medo de investir, gerou-se um estoque e os preços se estabilizaram. O momento é bom por isso e porque os preços vão subir com os novos lançamentos”.

De acordo com o executivo, os próximos lançamentos estão previstos para o segundo trimestre de 2016. E alguns fatores vão influenciar na alta dos preços, como o aumento da taxa de financiamento e o custo do terreno, que pode ficar mais caro com o novo plano diretor que está tramitando na Câmara dos Vereadores. “Se passar, vai onerar ainda mais o custo do terreno, que é responsável por uma parcela significativa do valor do imóvel”, explica.

De qualquer forma, Humberto Mattos, da Somattos, está otimista. “Para 2016, a perspectiva é boa e o que chancela isso tudo é o sucesso do último mês, que foi bom para as construtoras. Janeiro foi melhor que todos os outros meses de 2015, segundo relatos de representantes de algumas incorporadoras.”

Guilherme Diamante, diretor de Marketing e Comercial da Direcional Engenharia, informa que as vendas da incorporadora em janeiro deste ano aumentaram 40% em relação aos negócios de janeiro de 2015. “A gente conclui que as pessoas já perceberam que o cenário pode mudar a qualquer momento.”

O executivo conta que o volume de vendas começou a melhorar a partir de setembro do ano passado, mas alguns fatores já acenavam com a oscilação. “O número de ligações para a nossa central de vendas aumentou, assim como o de contatos por e-mail solicitando informações, e, da mesma forma, cresceu o acesso ao nosso chat por meio do site da empresa.”

Para Diamante, essa mudança é um bom sinal para o segmento. “É bom, porque as incorporadoras conseguem dar andamento a seus projetos.”(EM)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP