Pesquize em toda a Web

SP - Crise chega à locação

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Devolução de imóveis alugados supera número de novas locações


Pela primeira vez no ano, o número de casas e apartamentos devolvidos por inquilinos superou o de novas locações residenciais nas 37 cidades que compõem a pesquisa feita mensalmente pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP).

O volume de imóveis devolvidos foi 6,35% maior que o total de imóveis alugados. Os inquilinos desistiram da locação por motivos financeiros (60,42%) ou diversos (39,58%). Em setembro, as imobiliárias que o Creci-SP consultou já haviam recebido de volta um total de chaves equivalente a 99,83% dos novos contratos de locação.

“Esta era uma pedra já cantada, sabíamos que os efeitos da crise econômica afetariam o mercado de locação em algum momento”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP. Segundo ele, “o impacto foi sentido mais cedo no mercado de venda, tanto de imóveis novos quanto de usados, porque é mais caro comprar do que alugar, mas era inevitável que chegasse também à locação.”

Os descontos médios concedidos pelos donos de imóveis sobre os aluguéis inicialmente pedidos foram de 11,64% nos bairros de regiões nobres, de 9,28% nos bairros de periferia e de 10,24% nos bairros de áreas centrais das cidades pesquisadas.

O presidente do Creci-SP diz que as consequências diretas da crise econômica neste ano – como a perda de renda e poder de consumo – vão se espalhando como onda: “Quem não consegue comprar, aluga, e quem não consegue pagar o aluguel atual, busca imóvel mais barato”, ressalta.

De janeiro a outubro no Estado de São Paulo, as vendas acumulam queda de 17,15% enquanto a locação de casas e apartamentos mostra expansão de 53,15%, segundo os resultados da pesquisa Creci-SP. As vendas de imóveis usados residenciais caíram 16,22% em outubro em relação a setembro. O índice estadual de vendas recuou de 0,3297 para 0,2762 de um mês para outro. Os preços aumentaram 0,84% em outubro em relação a setembro, segundo o Índice Creci-SP. No ano, a variação é positiva em 0,76%. (MonitorMercantil)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP