Pesquize em toda a Web

SP - Enquanto banco dificulta financiamento, construtora facilita

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Com a piora da economia e o aumento dos níveis de inadimplência dos consumidores, bancos como a Caixa passaram a restringir a concessão de crédito imobiliário. Na tentativa de evitar o desaquecimento do mercado imobiliário, construtoras têm facilitado as condições de pagamento para compra do imóvel e chegam até a bancar parte do valor do financiamento. (Leia Mais - Clique Aqui)


É o caso da PDG, que realiza até o dia 17 de julho uma campanha que oferece descontos e facilidades na compra de imóveis residenciais e comerciais localizados em 69 empreendimentos pelo país.
Ao comprar um apartamento na planta, a empresa promete devolver aos clientes as parcelas recebidas durante a construção do imóvel se o financiamento não for aprovado pelo banco por insuficiência de renda na entrega das chaves. O benefício é válido por dois meses após o término do contrato com a construtora e, para utilizá-lo, é necessário estar com os pagamentos em dia.
Se o banco não conceder crédito equivalente a 80% do valor do imóvel, a construtora também se propõe a financiar durante três anos a diferença de valor necessária para alcançar esse porcentual, limitado a até 20% do preço da unidade. Já quem quiser investir em imóveis comerciais agora pode financiar a unidade diretamente com a construtora. 
Essas facilidades serão oferecidas para clientes que comprarem imóveis durante uma campanha realizada pela PDG nesta semana. 
Os apartamentos vendidos no evento têm de um a quatro quartos, medem entre 40 metros quadrados e 250 metros quadrados e estão localizados nas cidades de São Paulo (SP), São José dos Campos (SP), Campinas (SP), Curitiba (PR), Santo André (SP), Guarulhos (SP), Barueri (SP), Ribeirão Preto (SP), Diadema (SP), Piracicaba (SP), Jundiaí (SP), Taboão da Serra (SP), Santos (SP), São Bernardo do Campo (SP), Caxias do Sul (RS), Marituba (PA), Belém (PA), São Luís (MA), Ananindeua (PA), Salvador (BA), Manaus (AM), Lauro de Freitas (BA) e Brasília (DF).
Momento é de oportunidades
A restrição do crédito imobiliário reduz a demanda pela compra de casas e apartamentos. Como consequência, a queda nas vendas das unidades amplia a possibilidade de o comprador negociar descontos nos preços das unidades e realizar um bom negócio.
Por outro lado, financiar um imóvel agora não é indicado para compradores que estejam inseguros em relação à manutenção do seu emprego nos próximos meses. Para quem não tem reservas financeiras para suportar o pagamento das prestações da dívida diante de uma eventual perda de renda, pode ser melhor adiar a compra.(Exame)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP