Pesquize em toda a Web

Imóveis - Condições assustam consumidor no Feirão da Caixa

sábado, 13 de junho de 2015


Teto para financiamento e juros mais altos são as principais reclamações dos compradores




Feirão da Caixa começou nesta sexta, mas consumidores não gostaram das condições
  

  
 


O Feirão da Caixa começou nesta sexta-feira (12), mas as condições de financiamento mais apertadas estão assustando os consumidores. "Esse feirão está meio enganoso. Os preços estão normais e se eu for na construtora são as mesmas condições, não tem diferencial nenhum", afirmou o agente de segurança penitenciária Elionir Marcelo de Oliveira, 35, que esteve no Feirão em seu primeiro dia. Segundo Elionir, a única vantagem que ele viu no Feirão foi a promessa dos vendedores de pagar a documentação do imóvel, que está em torno de 5% do valor total. "Mas não sei se é vantagem mesmo, pode ser que esteja embutido no preço", alegou Bruna Gomes, 33, esposa de Elionir.

As mudanças nas regras de financiamento também foram citadas como um empecilho na hora de fechar negócio pelo aposentado Adilson Alves, 44. Ele esteve no Feirão mas não encontrou o imóvel que buscava. "Está mais difícil de conseguir financiamento agora. Antes, conseguia financiamento maior, agora é só 80% e a entrada fica alta", diz.

Até quem fechou negócio assume que a negociação estava mais apertada. "O mais difícil foi a gente fechar o valor da entrada, mas conseguimos", declarou o vendedor Douglas da Silva, 27, que comprou um imóvel na construtora Tenda, em Ribeirão das Neves, por R$ 138 mil. Ele fechou um financiamento de 30 anos, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

Até para os representantes das construtoras, as novas regras podem dificultar as vendas, principalmente para imóveis que não se encaixam no programa de moradia social do governo federal. "Quem não tem o imóvel focado no Minha Casa, Minha Vida pode sair prejudicado do Feirão", opina o gerente regional de Minas da Construtora Direcional, Junior Bosco. A Direcional está trabalhando com imóveis na faixa de R$ 199 mil a R$ 350 mil. "Na capital mineira, o limite do financiamento do Minha Casa, Minha Vida é de R$ 170 mil e, na região metropolitana, é ainda menor, R$ 145 mil". (OTempoBh)


0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP