Pesquize em toda a Web

Preço médio da construção em Minas Gerais é de R$ 789,45

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013


Construir um imóvel em Minas Gerais custou, em média, R$ 789,45 por metro quadrado no mês de novembro. O Estado é o que possui o quinto menor valor do país na construção, segundo pesquisa divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, quando chega ao consumidor, o preço cobrado passa a ser um dos mais caros do Brasil.

Conforme o Índice Nacional do Custo da Construção, o custo médio no Estado ficou praticamente estável na comparação com o mesmo período do ano anterior. Em novembro de 2012, o valor médio era de R$ 790,23, o que equivale a uma queda de 0,09%.

A mão de obra, um dos componentes do custo, teve uma redução de 5% em 2013 frente a 2012, deixando o Estado com o décimo menor custo. Já os materiais tiveram uma elevação de 3,94% no mesmo período.

Para o analista do IBGE Antônio Braz, o que conta positivamente para Minas Gerais é a disponibilidade de matéria-prima, que ajuda a reduzir os custos. "Como tem boa oferta dos materiais dentro do próprio Estado, os gastos com transporte são reduzidos, o que já colabora", afirma.

Porém, a tendência é a de que haja uma alta no custo médio, alavancada principalmente pela mão de obra. "No início do ano que vem os trabalhadores da construção civil do Estado terão aumento, o que impacta diretamente no custo. Em alguns estados essa alta já ocorreu", lembra.

Apesar de o custo da construção ser um dos mais baixos em Minas Gerais - perdendo apenas para Espírito Santo, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte - o preço que chega aos consumidores é um dos mais altos do país. Segundo o último Índice FipeZap, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), entre 16 cidades avaliadas, Belo Horizonte possui o sexto maior preço do metro quadrado. Em novembro, o preço médio do metro quadrado estava em R$ 5.402, o que equivale a uma alta de 9,2% frente ao mesmo período do ano anterior.

Segundo o presidente da Câmara da Indústria da Construção Civil da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Teodomiro Diniz, o que justifica os preços do imóvel em Belo Horizonte é o acabamento. "Em São Paulo as construtoras entregam o apartamento em chão grosso, sem armários e aqui em Minas ele vem todo montado. Aqui nós revestimos a fachada e em São Paulo eles só pintam. Essas peculiaridades não entram na pesquisa do IBGE mas contam no preço final do imóvel", explica.

Segundo o coordenador sindical do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MG), Daniel Furletti, outro fator que influencia na formação de preços é a localização do imóvel. "Você pode construir dois imóveis com o mesmo perfil e em locais diferentes. O custo é o mesmo, mas o preço não porque tem regiões mais valorizadas que outras, aí entra o custo do terreno", afirma.

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP