Pesquize em toda a Web

Grupo Vitória da União cria novo produto no mercado imobiliário que facilita liquidez

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O Grupo oferece lotes cuja valorização histórica foi em média superior aos títulos do mercado financeiro


Portaria do Victoria Golf, o mais luxuoso empreendimento do GVU


No mercado financeiro, baixo risco e alta rentabilidade normalmente não compartilham o mesmo título. Quando há muita segurança, como no caso das aplicações de renda fixa, a rentabilidade não é atrativa, às vezes abaixo da inflação, e quando há bom rendimento, visto em algumas ações na Bolsa de Valores, o risco de desvalorização e perda do recurso investido é muito alto. Diante dessa realidade, o Grupo Vitória da União (GVU), empresa loteadora presente no mercado mineiro há 34 anos, lança nesta quarta-feira, uma nova forma de comercialização no mercado imobiliário, que permite liquidez a um capital que, pelas dificuldades burocráticas e de negociação, era, até então, considerado imobilizado.

Parte dos investidores reconhecem a valorização e segurança do mercado imobiliário, porém, sabem da dificuldade de transformá-la em recursos monetários. Sendo assim, o novo produto Privilège visa possibilitar ao investidor ganhos na valorização de lotes, com a segurança característica ao setor imobiliário. Ao adquirir um lote via Privilège, o investidor terá a opção de resgate do investimento, depois de três anos de contrato, ao preço de mercado do imóvel na época. Essa liquidez será viabilizada pelo próprio Grupo, especializado em condomínios de luxo, localizados em Lagoa Santa, Igarapé, Pedro Leopoldo, Brumadinho, Jaboticatubas, Serra do Cipó, Betim, Matozinhos, Montes Claros, Três Marias e Furnas. O cliente pode optar também por trocar o terreno por outro, entre os demais empreendimentos do GVU.

Com liquidez assegurada, o investidor terá a oportunidade de ver a aplicação crescer, pois o histórico de valorização dos empreendimentos realizados pelo Grupo nos últimos dez anos, demonstram bons índices de rentabilidade nesses tipos de investimentos. É o caso Champagne Tênis Residence, no entorno de Lagoa Santa, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Uma propriedade de mil metros quadrados no local foi adquirida, em agosto de 2007, por R$ 50 mil e hoje, o preço ultrapassa os R$ 220 mil.

De acordo com o diretor do GVU e idealizador do Privilège, Wilson Masao, economista e fundador do Banco Votorantim, o objetivo do Grupo é resolver o entrave da liquidez, característico quando o objetivo da compra de um imóvel é o investimento. "Aplicar no mercado financeiro nos últimos anos tem sido uma dificuldade, porque o retorno não cobre a inflação, o que dificulta a rentabilidade. Já o investimento imobiliário garante valores acima da inflação. É um investimento tangível, pode ser visto, tocado, o que traz forte sensação de segurança, até mesmo porque sua depreciação é nula", explica.

Ainda segundo Wilson Masao, esses rendimentos são uma realidade. "Todos os lançamentos do Grupo feitos nos últimos dez anos apresentaram valorização consistente, muito pela assertividade da escolha do empreendimento e também crescimento sócio-econômico das regiões, que foram cuidadosamente escolhidas para nossos condomínios”, ressalta.

O diretor fundador do GVA, Jader Nassif e o diretor do GVU e idealizador do Privilège, Wilson Masao
O diretor fundador do GVA, Jader Nassif, destaca que esse produto é uma inovação no mercado imobiliário mineiro. "O objetivo do Privilège é cortar os complicadores em relação a liquidez desse tipo de investimento. Queremos garantir ao investidor a possibilidade de transformar a propriedade em dinheiro. Ao adquirir um lote da empresa, o cliente pode optar pelo resgate, que será realizado pelo GVU, ao preço de mercado, incluindo a valorização que a propriedade adquiriu ao longo do tempo - desde a compra do terreno bruto até o momento das benfeitorias proporcionadas pelo condomínio. O investidor deve manter o imóvel em sua carteira por três anos e ao optar pela venda, ele não terá nenhum trabalho para realizá-la. Garantimos cláusula contratual de arrependimento do comprador e, retorno de 94% do valor de mercado do lote da época do desfazimento", ressalta.

Jader Nassif, salienta ainda que o Privilège garante a inclusão do seguro de vida. "Em caso de morte do proprietário que adquiriu o terreno de forma parcelada, o saldo devedor será assumido pelo GVU, que repassará a escritura do terreno ao beneficiário do cliente. Os investidores ainda contarão com o apoio e consultoria de uma equipe de analistas financeiros, contratados pelo GVU".

A partir desta nova forma de comercialização, a expectativa da empresa é potencializar as vendas e até o final do ano atingir a casa dos R$ 200 milhões. O foco são os investidores financeiros, que terão a oportunidade de aplicar o capital em loteamentos cuja valorização já chegou a 50% em um ano, superior à média de rendimentos oferecidos no mercado financeiro.

Lançamento

O Privilège será apresentado em um evento nesta quarta-feira, com palestra de Fernando Henrique Cardoso. De acordo com Jader Nassif, "a presença do presidente inspira as perspectivas de mudanças positivas que o produto traz". Em momento histórico do país, ele, então Ministro da Fazenda, implantou o Plano Real, trazendo estabilidade econômica e revertendo o processo de descontrole inflacionário vigente durante décadas.(EstaMinas/Economia)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP