Pesquize em toda a Web

Empreendimentos comerciais se tornam oportunidade de bons negócios

segunda-feira, 6 de maio de 2013



Empreendimentos comerciais se tornaram oportunidade de bons negócios e já atraem grupos estrangeiros interessados no mercado de aluguéis

 (Eduardo de Almeida/RA Studio)
O aquecimento da construção civil não se restringe a empreendimentos residenciais. Nos últimos anos, prédios comerciais também têm despertado o interesse de construtoras e incorporadoras devido ao aquecimento da demanda do mercado imobiliário. E as perspectivas são animadoras, com previsão de crescimento da oferta de empreendimentos corporativos para vários perfis de investidores.

Um dos motivos para o otimismo é que o Brasil está atraindo cada vez mais investimentos estrangeiros, como revela o diretor da Torres Miranda Arquitetura, Maurício Miranda: “Com a chegada de sucursais de empresas multinacionais, cresceu a demanda por projetos de edifícios corporativos na capital mineira.” Segundo o arquiteto, a procura por prédios comerciais aumentou consideravelmente na última década. “Os projetos mais procurados são relativos a empreendimentos de andares corridos, em bairros centrais e da Zona Sul ou mais próximos da Linha Verde e do Centro Administrativo”, informa.

O gerente de Negócios da Construtora Escala Adimilson Moura, confirma o crescimento do setor. “No Brasil, não há estatísticas sobre esse aumento, pois muitos dos empreendimentos são edificados com recursos próprios. Mas posso afirmar que os imóveis comerciais acompanham o ritmo do varejo, que nos últimos anos foi de contínuo crescimento”, diz. Segundo destaca, esse aumento foi impulsionado pela forte procura. “O interesse das incorporadoras está diretamente relacionado à demanda de mercado. O movimento nos últimos dois anos na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) fez com que o setor comercial ganhasse força e chamasse a atenção das empresas”, completa.

De acordo com o diretor comercial da Direcional Engenharia, Guilherme Diamante, a demanda aumentou em resposta à estabilidade econômica e à redução da taxa de juros. “No último ano, mais especificamente, aumentou a procura por empreendimentos comerciais. Em Belo Horizonte, a economia passa por uma ótima fase e funciona como um atrativo para o investidor comprar um imóvel, o que é mais lucrativo do que deixar o dinheiro aplicado. Além disso, o aumento da demanda no segmento de aluguéis surgiu como forte incentivo para o investimento em imóveis comerciais.”

A construção desse tipo de empreendimento, que já foi mais lento no passado, agora tem atraído a atenção das construtoras, observa o presidente da Lar Imóveis, Luiz Antônio Rodrigues. “A demanda sempre existiu e, devido ao alto valor do aluguel, muitos se voltaram para investimentos nesse nicho. O mercado é bom e promissor: há demanda e pouca oferta. Além disso, o custo para construir um imóvel comercial é menor do que o residencial, com retorno financeiro maior.”

Quem já aposta nesse segmento há 30 anos é o empresário Frank Sinatra Chaves, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Contagem. Para isso, foi escolhida a RMBH, que ele vê como promissora. “O que despertou meu interesse por imóveis comerciais foi o desenvolvimento de Contagem e a lucratividade do ramo. A valorização e a rentabilidade do mercado são as grandes vantagens de investir nesse segmento”, destaca Chaves.

Para Adimilson Moura, gerente de Negócios da Construtora Escala, as perspectivas são bastante interessantes (Eduardo de Almeida/RA Studio)
Para Adimilson Moura, gerente de Negócios da Construtora Escala, as perspectivas são bastante interessantes


Investimento com retorno garantido 
Advogados, dentistas e médicos estão entre os que mais procuram imóveis para montar escritórios e consultórios

Maior possibilidade de rendimentos com a locação é o principal atrativo para quem pensa em investir em imóveis comerciais. É que observa o gerente de Negócios da Construtora Escala, Adimilson Moura. Segundo ele, “enquanto um residencial gera ganho médio de 0,4% ao mês, no comercial o retorno é de 0,7%. O segundo aspecto é o crescimento da demanda de profissionais liberais, como advogados, dentistas e médicos, entre outros, por escritórios, resultado do aquecimento da economia e da necessidade de ampliação de negócios”, constata.

A política econômica financeira em equilíbrio foi apontada também por Luiz Antônio Rodrigues, presidente da Lar Imóveis, como fator predominante nesse movimento observado no mercado imobiliário. “É isso que atrai investidores estrangeiros e empresas internacionais a investir no mercado nacional. Com isso, surgem novas empresas, enquanto as já existentes ampliam negócios e se expandem. Como consequência, as novas organizações precisam de lugar para se instalar e buscam esse perfil de imóvel no mercado.”

O resultado é a grande procura por locações comerciais que possibilitam o retorno financeiro acima das aplicações do mercado de capitais, segundo assegura o presidente da Lar Imóveis. “Entre as regiões mais procuradas para se investir nesse segmento estão a Zona Sul de Belo Horizonte, a área hospitalar e cidades como Nova Lima, Lagoa Santa, Brumadinho, Vespasiano e Contagem.”

Luiz Antônio Rodrigues, presidente da Lar Imóveis, destaca a política econômica em equilíbrio para estimular o aumento das vendas de comerciais (Drika Vianna/Divulgação)
Luiz Antônio Rodrigues, presidente da Lar Imóveis, destaca a política econômica em equilíbrio para estimular o aumento das vendas de comerciais
Segundo Adimilson Moura, em virtude da diversificação do mercado, os bairros de classe média oferecem boas possibilidades de empreendimentos comerciais, de menor porte e focados em determinados segmentos. Quanto às cidades que circundam a capital mineira, ele aponta como de perfil interessante Contagem, Betim e Santa Luzia.

Aliás, a localização é um dos fatores mais importantes a serem considerados quando se decide investir em imóveis comerciais. “Além do retorno de locação e facilidade de revenda, é preciso estar atento, ainda, ao perfil da empresa que está construindo o empreendimento, idoneidade e compromisso com o cliente. Tomados esses cuidados, as perspectivas são bastante interessantes, pois temos uma margem de crescimento para empreendimentos comerciais para atendimento de vários perfis de renda”, diz Moura.

AVALIAÇÃO 
Aspectos estéticos, funcionais e de sustentabilidade nunca devem ser esquecidos, observa Guilherme Diamante, da Direcional. “Hoje, principalmente, o que mais deve ser levado em consideração é se o prédio é moderno, se vai permitir baixa manutenção, oferecer racionalidade do consumo de energia elétrica, se existe vaga de garagem ou estacionamento rotativo próximo, entre outros quesitos.” Somado a isso, um aluguel acessível, condizente com a realidade do mercado, e boa localização fazem toda a diferença.

“Quem vai investir em um imóvel comercial precisa conhecer a demanda para esse segmento”, ressalta Diamante. Na hora de fechar o negócio, é importante avaliar se toda a documentação da empresa está em dia, analisar o contrato e a aprovação de projetos. “São cuidados básicos para adquirir qualquer imóvel”, diz. Locais com grande fluxo de pessoas e veículos, boa visibilidade e vizinhança com variados nichos de negócios são aspectos positivos a serem considerados para a compra de um imóvel comercial, aconselha Rodrigues. Feito isso, é preciso obter informações sobre a empresa responsável pela edificação do empreendimento.

“É importante buscar referências sobre a saúde financeira da construtora, consultar um assessor jurídico com especialidade em direito imobiliário e escolher uma imobiliária credenciada pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) para evitar aborrecimentos futuros. Considerados todos esses fatores, o investimento tem grandes possibilidades de retorno favorável”, reforça ele.

De maneira geral, segundo destaca Rodrigues, “as perspectivas são ótimas, a demanda é crescente e continuará por muito tempo assim, visto que grandes investidores da região e de fora estão focados em Belo Horizonte e no seu entorno. Um dos fortes atrativos está nas companhias mineradoras localizadas nas proximidades da capital, que, com certeza, aumentarão o interesse por grandes investimentos imobiliários.”(Estaminas/LugarCerto)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP