Pesquize em toda a Web

Cliente adia contrato para ter juro menor no crédito imobiliário

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Os clientes reagiram de forma diferente à redução do custo do crédito imobiliário, anunciada pela Caixa Econômica Federal anteontem. Há quem peça para atrasar a assinatura do contrato de financiamento, para aproveitar a taxa menor, e quem não esteja interessado em esperar.

As novas taxas de juros da Caixa valerão apenas para novos financiamentos, contratados a partir de 4 de maio, data de início do próximo feirão de imóveis realizado pelo banco em 13 cidades. 

A Folha percorreu cinco agências do banco em São Paulo na tarde de ontem.

Em uma delas, na zona sul, três clientes com processo de financiamento já adiantado pediram para postergar a assinatura do contrato.

"Normalmente as pessoas pedem para adiantar [a assinatura]", disse a gerente da agência que assina dez contratos de financiamento por mês e atualmente tem 50 processos em andamento.

Para José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóvel), mais clientes atrasarão as assinaturas para aproveitar taxas menores. Especialistas consultados pela Folha afirmaram que a prorrogação depende do estágio da negociação.

Além de entrar em acordo com o vendedor, o comprador deve prestar atenção à validade de algumas certidões. Em alguns contratos, o não cumprimento de prazos acarreta multas.
Em outra agência, no centro --até 20 financiamentos por mês e 30 processos em trâmite--, a Folha presenciou a assinatura de um contrato.

Não prorrogaram o prazo, pois já esperaram 30 dias para oficializar a venda e assumiram um compromisso com os vendedores, que precisavam fechar negócio para dar entrada em outro imóvel.


Investimento

Ontem, a Caixa reduziu a taxa de administração e o valor de aplicação mínima inicial de dois fundos de investimento.

Nos Referenciados DI, a taxa do FIC Beta DI passou de 2% para 1,5% ao ano. No FIC Pleno DI, a queda foi de 1,20% para 1% ao ano. As aplicações iniciais mínimas foram reduzidas para R$ 50 e R$ 2.500, respectivamente.

A Caixa lançou dois novos fundos, ambos com aplicação mínima de R$ 10. 

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP