Pesquize em toda a Web

Venda de imóveis novos em São Paulo não deve ser expressiva em 2012

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Segundo estudo da Tendências Consultoria, ritmo desacelerado pode ser explicado pela elevação de preços
 A venda de imóveis novos em São Paulo não terá aumento expressivo durante este ano. Segundo dados levantados pela Tendências Consultoria, o crescimento deve ser somente de 6%. Este número representa apenas uma recuperação parcial para o setor, que teve recuo de 21% nas vendas do ano passado.

O ritmo desacelerado pode ser explicado pela contínua elevação dos preços. De acordo com o índice FipeZap , que mede os preços dos apartamentos, as cidades com mais altas foram Rio de Janeiro (34,9%) e Recife (30,7%). São Paulo teve aumento de 27%.

Em relação à venda de imóveis novos na cidade de São Paulo, o Secovi-SP apurou que, apesar de 2011 ter apresentado uma queda brusca de vendas (-21%), o mês de janeiro de 2012 já demonstrou que este cenário vai mudar: houve um aumento de 16% em relação à dezembro.

Os preços dos imóveis tiveram alta de 27% durante 2011, o que influenciou também o preço dos aluguéis (crescimento de 15,5%). Porém, a taxa de aluguel vem diminuindo. Segundo o Instituto Tendências, esta queda incentiva os consumidores a adiarem a compra de um imóvel, esperando que o preço diminua.

Mesmo com queda na demanda por imóveis novos, os preços não mostraram sinais de diminuição: de acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em fevereiro deste ano os preços já estavam 2,5% mais altos que no ano passado. Uma das explicações para esta alta pode ser a migração da compra de imóveis novos para usados, que são geralmente mais baratos. (PINIweb)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP