Pesquize em toda a Web

Momento é bom para comprar ou alugar um imóvel

sábado, 28 de abril de 2012



Com o crescimento de ofertas, cenário é faborável, ma é preciso cuuidado para não cair em falsas promessas

 (Reprodução/Internet)
Alguns apostam em recuo, outros acreditam que o crescimento se manterá. Especulações à parte, a verdade é que o mercado imobiliário continua aquecido e ainda gera um cenário interessante para quem quer comprar para investir, morar ou alugar. “De seis anos para cá, o mercado brasileiro começou a reagir, depois de muito tempo parado, e agora está atingindo a maturidade. A tendência é de que continue a se valorizar, mas em um ritmo menor”, avalia o presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), Evandro Negrão de Lima Júnior.

Investir em imóvel ainda é um bom negócio, opina o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-Minas), Paulo José Vieira Tavares. Ele revela que Belo Horizonte é a capital que teve a maior alta de preço e velocidade de venda nos últimos 10 anos, em parte devido à duplicação de corredores, construção da Cidade Administrativa e Boulevard Arrudas e farta linha de crédito, tudo ocorrido em um curto espaço de tempo. “A tendência é haver certa estabilização em função das ofertas que estão no mercado. Para o ano que vem, pelo ritmo da construção civil, acreditamos que a demanda deve diminuir aos poucos e se estabilizar, mas vai continuar bastante considerável.”

CORRETOR 

Como se vê, agora é um bom momento para comprar ou alugar imóvel. As ofertas estão em todo lugar e algumas são bem atraentes, mas o consumidor deve ficar atento para que não seja atraído por falsas promessas, principalmente aquelas estampadas em faixas espalhadas pelas ruas da cidade. Daí a importância cada vez maior do corretor profissional de imóveis, que seja ligado ao Creci-Minas.

Tavares lembra que, com a mudança recente do artigo 723 do Código Civil brasileiro, o profissional que intermedia as negociações ganhou mais responsabilidade. “Hoje, sou obrigado a repassar ao cliente todas as informações acerca do imóvel. Se omitir ou não souber de algum problema, vou ter que me responsabilizar civil e criminalmente”, explica o presidente do Creci-Minas. Isso significa dizer que, se o consumidor fechar o negócio com um corretor ilegal, não terá nenhuma garantia legal da segurança do negócio. “Ele pode fazer você perder o dinheiro que custou um sacrifício de toda a vida.”

NEGÓCIO SEGURO

1) Não seja atraído por faixas na rua. Para sua segurança, procure uma imobiliária
2) Exija que o corretor se identifique
3) Em caso de dúvida, faça contato com o
Creci-Minas: www.crecimg.gov.br
4) Peça toda a documentação do imóvel que pretende comprar ou alugar
5) Verifique nos órgãos de defesa do consumidor
se há alguma queixa contra a imobiliária

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP