Pesquize em toda a Web

BH - Valor do aluguel de lojas na Savassi dobra em um ano

sexta-feira, 16 de março de 2012


Lojistas reclamam dos reajustes impostos pelos proprietários antes da conclusão das obras de revitalização


FREDERICO HAIKAL
savassi
A praça em obras: os reajustes vieram antes dos benefícios da revitalização da Savassi


Depois de amargarem prejuízos desde março do ano passado, quando viram as vendas despencarem cerca de 50% devido às obras de revitalização da Savassi, os lojistas da região enfrentam agora a especulação imobiliária. Há casos em que o preço do aluguel das lojas mais bem localizadas, no entorno da praça, subiu 126%. Por causa dos aumentos, alguns comerciantes estão sendo obrigados a deixar a região.

Das 17 lojas que deixaram a região desde março de 2011, cinco fecharam as portas porque não conseguiram arcar com o reajuste no aluguel, segundo levantamento da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte ( CDL/BH).

“Sabemos que a maioria fechou por causa do baixo movimento de clientes causado pelas obras de revitalização. Ainda não concluímos o estudo, mas já detectamos que os preços dos alugueis estão obrigando os lojistas a mudarem de endereço”, afirma o diretor do Conselho CDL/ Savassi, Alessandro Runcini. O diretor da CDL, que também é proprietário de uma loja no Shopping 5ª Avenida, avalia que é normal o aumento do aluguel quando há a valorização do imóvel em função de melhorias urbanas. Entretanto, argumenta que reajustes superiores a 100% são injustificáveis.

“Também lamento que estes aumentos estejam acontecendo agora, momento em que as obras estão chegando ao fim e os comerciantes começam a reequilibrar seu caixa e rever os lucros”, afirma.


savassiAlessandro Runcini, da CDL/Savassi: "aumentos acima de 100% são injustificáveis" (Foto: Frederico Haikal)


Um dos estabelecimentos que deve que mudar de endereço, por causa do alto preço do aluguel, é o bar Koyote, que funcionou por mais de 15 anos na rua Tomé de Souza.De acordo com os donos, que não quiseram se identificar, as obras de revitalização prejudicaram o movimento do bar e o faturamento se tornou incompatível com o aluguel reajustado.

O responsável pela joalheria Alex Fantini, Geraldo Magela Silva, revela que o aluguel da loja, que era de R$ 1,5 mil até o final de 2010, passou para R$ 3,4 mil antes mesmo das obras começarem. “Reajustaram nosso aluguel em 126% antes de começarmos a usufruir dos benefícios da revitalização da praça,” reclama. A joalheria está localizada há 37 anos na avenida Getúlio Vargas. “Não há revitalização que justifique um aumento desta proporção”, disse Geraldo Magela.

O proprietário da Ótica Savassi, José Mendes Lakitini, é mais um lojista preocupado com o aumento do aluguel. Sem revelar de quanto foi o último reajuste, ele garante que hoje paga mais de R$ 2,5 mil pela loja de 40 metros quadrados. “Em novembro, nosso contrato vence. Espero que a proprietária leve em consideração que estamos no ponto há 22 anos sem atrasar o aluguel”. (JornalHojeEmDia-BH)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP