Pesquize em toda a Web

Atraso no programa afeta crédito da Caixa

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012


Minha Casa, Minha Vida 2 demorou sair do papel e prejudicou números do banco

Os financiamentos imobiliários da Caixa Econômica Federal em Minas Gerais somaram R$ 8,2 bilhões em Minas em 2011, num total de 109.370 unidades habitacionais. O valor foi 3,5 % inferior ao do ano anterior, quando foram disponibilizados R$ 8,5 bilhões em 186.886 moradias no Estado. E a meta para este ano é de registrar um crescimento de 12,4%.

O gerente regional de Habitação da instituição no Estado, Marivaldo Araújo Ribeiro, disse que o recuo dos financiamentos do ano passado foi fruto do atraso da regulamentação do Minha Casa, Minha Vida 2, que aconteceu em julho de 2011, prejudicando o andamento das contratações.

Ele explica que parcela considerável dos financiamentos de imóveis feitos pela Caixa é proveniente do programa habitacional. "Em termos de quantidade, o Minha Casa, Minha Vida representou 63% das contratações feitas pela Caixa no país em 2010", observa.

Desde o lançamento do MCMV 1, a Caixa contratou 87.925 unidades habitacionais, com aportes de R$ 5,15 bilhões em Minas. Desse total, 49.388 foram entregues. A segunda edição do programa financiou 46.987 moradias, num total de R$ 3,4 bilhões. O gerente ressaltou que 1.470 unidades do MCMV estão sendo construídas em Belo Horizonte, com previsão de entrega entre dezembro de 2012 e janeiro do próximo ano. As moradias foram viabilizadas graças à parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte. "E mais duas contratações estão em andamento", observou.

De acordo com Ribeiro, o mercado imobiliário do país está atraindo a atenção dos estrangeiros. Durante a coletiva, na tarde de ontem, ele comentou que recebeu na agência visita de investidores da Espanha. E que eles podem atuar no Brasil como parceiros da instituição.

Conforme o superintendente da Caixa no Estado, Rômulo Martins de Freitas, Minas Gerais representa cerca de 10% das operações da instituição no país, que é a principal financiadora de imóveis do Brasil, com 73,8% do mercado. A Caixa, que teve lucro recorde em 2011 (R$ 5,2 bilhões). (OTempo-BH)


0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP