Pesquize em toda a Web

Oferta cresce, mas aluguel sobe acima da inflação em BH

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Nem mesmo o aumento de 32% na oferta de imóveis para locação amenizou os preços. Morar de aluguel em Belo Horizonte ficou 10,47% mais caro no ano passado. O aumento ficou acima da inflação do período, de 7,22%, mas foi menor do que o reajuste de 2010, quando os contratos foram reajustados em média em 13,52%. De acordo com o presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi), Ariano Cavalcanti, em 2012 os reajustes tendem a ser menores.

Cavalcanti ressalta que a oferta imobiliária na capital está em alta, o que contribuirá para que os aumentos fiquem mais próximos da inflação deste ano. "Em 2011, a correção superou a inflação porque, apesar de ter mais imóveis para alugar, a oferta ainda é menor do que a demanda", justifica.

Segundo ele, em 2012 a oferta tende a subir, o que ajudará a evitar aumentos muito salgados. "Com o aumento da rentabilidade imobiliária, mais gente tem investido em imóveis para locação, o que eleva a oferta", explica Cavalcanti.

No segmento de imóveis comerciais, a oferta subiu 25,36% em 2011 e os preços tiveram reajuste de 13,47%. Só no mês de dezembro, o valor aumentou 1,45% em Belo Horizonte, puxado principalmente pela alta dos preços dos andares corridos, que subiram 3,21%. Já no caso residencial, o que mais subiu em dezembro foi o aluguel de apartamentos.

Segundo as classes de bairros, os aluguéis de apartamentos apresentaram as seguintes variações: classe popular: 1,84%; classe média: 1,48%; classe alta 1,06% e classe luxo: 0,62%.

IGP-DI5%
é o crescimento registrado em 2011, menor taxa desde 2009

10,30%
é o aumento registrado em 2010, mais do que o dobro do IGP-DI de 2011 (OTempoOnline)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP