Pesquize em toda a Web

Imóveis em SP e RJ estão mais caros que em cidades europeias

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012


Para morar em um apartamento de 80 m² no Leblon, o interessado vai ter que desembolsar R$ 1.372.480, valor mais caro que um equivalente em Paris.







Uma pesquisa mostra que o preço dos imóveis em São Paulo ou no Rio de Janeiro virou coisa de gente rica. Sai mais barato, por exemplo, ter a Torre Eiffel em frente à janela.
Lígia Monteiro é funcionária pública. Vai ter que deixar o apartamento onde mora, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, e não consegue encontrar outro imóvel na mesma faixa de preço. O dono do imóvel aumentou o valor do aluguel.
Segundo a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o custo médio do aluguel residencial subiu 21,45% no último ano na cidade. Foi o maior aumento registrado no país.

”Hoje em dia, eu moro em um apartamento confortável, a uma quadra da praia, três quartos, com garagem, e eu não consigo encontrar nada que eu não pagaria de três a quatro vezes o aluguel de hoje”, diz Lígia.
Imagine se você tivesse dinheiro para realizar o sonho de comprar um apartamento de 80 metros quadrados, por exemplo, com sala e dois quartos. Em que lugar do mundo seria mais barato comprar? São Paulo, Buenos Aires, Nova York, Londres, Paris ou Rio de Janeiro?
Um apartamento de sala e dois quartos, com 80 metros quadrados, fica no Leblon, área nobre da zona sul do Rio. Como nos outros bairros da cidade, nos últimos dois anos, os preços de venda dispararam. Só em 2011, o metro quadrado teve um aumento de 34,9%.
O Leblon é atualmente o bairro mais charmoso da cidade, reúne os melhores e bares e restaurantes, tem comércio sofisticado e é vizinho a Ipanema e à Lagoa Rodrigo de Freitas. Para morar na região, o interessado vai ter que desembolsar R$ 1.372.480.
O valor é mais caro que o equivalente em Paris. Na Cidade Luz, referência de moda e estilo e que abriga o famoso museu do Louvre, morar ao lado da torre Eiffel custa R$ 1.200.000.
Abaixo de um milhão, está São Paulo, coração da economia nacional. Um dois quartos e sala no Jardim Paulistano, uma região nobre, custa R$ 766.800.
Em Buenos Aires, a cidade mais europeia da América do Sul, 80 metros quadrados de moradia em um bairro sofisticado saem por R$ 335.782. O susto é em Londres. Em um apartamento de dois quatros e sala, são necessários R$ 2.193.000.
Em Nova York, capital do mundo, a cidade que inspirou Frank Sinatra, dois quartos em 80 metros quadrados no super procurado Upper East Side custam, na média, a mesma coisa que no famoso Leblon: R$ 1.572.060,00.
“A gente já está vivendo um momento onde os preços estão atingindo um certo teto. São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, já estão vivendo momentos um pouco mais calmos. O mercado se autorregula. Tem um boom, vai seguindo, a demanda vai diminuindo e, naturalmente, os preços vão tender a se estabilizar um pouco mais”, afirma o consultor imobiliário Alex Strotbek.
Se a proposta for um pouco mais ousada, há em Nova York o apartamento que foi vendido recentemente R$ 160.732.000, e tem nada menos que 500 metros quadrados.(G1-JoarnaldaGlobo)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP