Pesquize em toda a Web

Busca por apartamentos de luxo estão se espalhando pelo Brasil

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012


Até novembro de 2011, foram lançados só em São Paulo seis grandes empreendimentos com unidades que custam acima de R$ 3 milhões.


Um fenômeno vem se espalhando Brasil afora: é a multiplicação dos quartos, varandas e churrasqueiras em apartamentos de sonho para clientes endinheirados, que podem pagar mais de R$ 1 milhão por um imóvel. Mas parece que muitos brasileiros estão chegando a essa faixa de renda. Uma pesquisa mostra que até novembro do ano passado foram lançados só em São Paulo seis grandes empreendimentos com unidades que custam acima de R$ 3 milhões. Trata-se de uma tendência que alcança até o Nordeste do país.
Apartamentos são vendidos na planta por R$ 7 milhões. Apesar do valor alto, eles são procurados com frequência na cidade de São Paulo. “Nós vimos isso acontecer com os imóveis de mais baixo valor com essa imensa nova classe média. Mas isso também aconteceu na classe média alta e também na classe de renda mais afluente”, aponta João Crestana, presidente do Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP).
“Normalmente um apartamento de alto padrão tem uma metragem acima de 250 metros quadrados. É bem localizado, em um bairro com uma boa infraestrutura. A gente está falando de padaria e de comércio no entorno”, explica o gerente de negócios Octávio Flores.
A cobertura de um prédio que ainda vai ser entregue custa R$ 2,5 milhões. Ela terá 438 metros quadrados. O projeto tem salas amplas, varanda com churrasqueira e forno de pizza e elevador com entrada privativa.
Um apartamento tem quatro suítes. De um lado, ficam os quartos das crianças. Mas um detalhe diferencia a suíte do casal: ela tem dois banheiros. Um é o do homem. O da mulher fica ao lado. É maior e ainda possui uma banheira de hidromassagem.
“Quando você está tomando banho, não fica um ‘Vai logo, libera o banheiro’. A gente tem uma praticidade maior”, comenta a fisioterapeuta Maisa Barreto. Ela e o engenheiro civil Fabrício Jorge Barreto ficaram encantados com o imóvel. “Praticidade e conforto para a família que deseja espaço e lazer. É amplo, com bastante lugar para guardar as coisas”, diz o engenheiro civil Fabrício Jorge Barreto.
São Luís, que tem o metro quadrado mais caro do Nordeste, importa material de construção do Sul e do Sudeste. Ainda assim, a procura é alta. Próximo à praia, é possível encontrar imóveis que custam acima de R$ 1 milhão.
“O que ocasionou isso? A supervalorização dos terrenos e das áreas. Os insumos no nosso estado são bem mais caros do que no restante do país, porque nós não temos frete de retorno”, afirma João Mota, presidente do Sindicato de Construção Civil.
Em São Paulo, os lançamento de imóveis de alto padrão se concentram nos bairros do Itaim Bibi, Vila Nova Conceição, Moema, Vila Madalena e Alto da Boa Vista. São regiões que têm poucos terrenos disponíveis, o que encarece ainda mais o preço.(G)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP