Pesquize em toda a Web

Imóveis de dois dormitórios são os mais procurados em Campinas e região

terça-feira, 8 de novembro de 2011


Entre maio de 2007 e junho de 2011, foram lançados 21.945 imóveis residenciais verticais e horizontais em Campinas e região. Entre os primeiros, o segmento mais procurado foi de dois dormitórios, custando em média, R$ 2.923 o metro quadrado.
Os imóveis de um dormitório foram os mais caros do período, custando, em média, R$ 4.670 o metro quadrado, seguidos pelos imóveis de quatro quartos, avaliados em R$ 4.130 o metro quadrado.
Outro imóvel com o metro quadrado avaliado com valor superior a R$ 3 mil foram os de três dormitórios, custando R$ 3.451. Os dados são do levantamento realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) em parceria com a Robert Michel Zarif – Assessoria Econômica, divulgada nesta terça-feira (8).
Vendas
Em relação aos imóveis horizontais, foram vendidas 77 unidades por mês dos de dois dormitórios, por R$ 2.723 por metro quadrado. No período, também foram vendidos 37 imóveis de três dormitórios por mês, com valor médio cobrado de R$ 3.760 o metro quadrado. Os imóveis de quatro quartos foram vendidos por R$ 4.310 o metro quadrado.
Em volumes totais de venda, foram vendidas 435 unidades por mês dos imóveis de R$ 130 mil a R$ 200 mil.
Lançamentos
Dos mais de 20 mil imóveis lançados entre maio de 2007 e junho de 2011, 94,83% foram residenciais verticais e 5,17%, imóveis horizontais. “Detentora de vários recordes, inclusive mundiais, esta Região Metropolitana representa 3,64% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, e somente Campinas é responsável por 2% desse total. Por esta razão, o mercado imobiliário tem o direito e o dever de corresponder a toda essa evolução sem travas e amarras”, explica o vice-presidente do Interior do Secovi-SP, Flávio Amary.
Foram ofertadas 20.810 unidades verticais, das quais 62,8% eram de dois dormitórios, 30,7% de três dormitórios, 4,6% de quatro dormitórios e 2% de um dormitório. “A recente crise política tem afetado a fluência do mercado imobiliário local e reduzido o número de lançamentos imobiliários deste ano. O Secovi-SP está atuante na busca por soluções rápidas que revertam tal situação”, afirma Amary.
Do total de imóveis lançados nos últimos quatro anos, foram ofertados 13.592 imóveis de dois dormitórios, representando 61,9% do total de ofertas. Em seguida, as unidades com três dormitórios tiveram 6.770 unidades ofertadas. Os imóveis de quatro dormitórios e de apenas um também tiveram ofertas na região, porém, em quantidade menos expressiva, sendo 1.166 e 417, respectivamente.
Dois dormitórios
O estudo aponta que o crescimento da procura por imóveis de dois dormitórios verticais em relação aos demais imóveis pode ser explicado pelo aumento da participação da classe média e da oferta de empreendimentos ligados à primeira fase do Programa Minha Casa, Minha Vida.(Infomoey)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP