Pesquize em toda a Web

Aluguel sobe até 50% em um ano em Belo Horizonte

sábado, 12 de novembro de 2011


Aluguel no Barreiro é o que mais sobe, mas preço é maior no Centro-Sul


Valor médio da locação de apartamento na primeira região cresceu 50% em 12 meses, contra 12% na segunda. Confira arte


CARLOS RHIENCK
barreiro
Preço médio do aluguel de apartamentos subiu 50,8% no Barreiro


Os aluguéis na região do Barreiro foram os que mais subiram em Belo Horizonte nos últimos 12 meses. No período terminado em outubro, o preço médio do aluguel de apartamentos subiu 50,8%, passando de R$ 664 para R$ 1.001. Na outra ponta, a região Centro-Sul foi a que apresentou o menor aumento dos aluguéis no mesmo período, de 12,7%. O aluguel médio de apartamentos na região passou de R$ 2.105 para R$ 2.285.

Os dados constam na Pesquisa do Mercado Imobiliário de Belo Horizonte, divulgada na sexta-feira (11) pela Câmara de Mercado Imobiliário, Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário (CMI Secovi).

O diretor da imobiliária Casa Grande, que atua no Barreiro, Pedro Henrique Rezende, explica que o aumento dos aluguéis na região acompanha o crescimento da demanda. Segundo ele, o maior diferencial do Barreiro é a autossuficiência da região. “É uma área da cidade que tem comércio e indústria fortes e todos os serviços exigidos pela população. Além disso, tem várias universidades e um hospital bem completo”, afirma.

Já a região Centro-Sul, apesar do ritmo lento de aumento dos aluguéis, ainda é a que apresenta o maior valor médio. O administrador da Adbens Imóveis, Heverton Lopes, explica que os bairros da Centro-Sul estão perdendo atratividade para dois de seus principais públicos, os idosos e os estudantes. Isso porque boa parte dos apartamentos no Centro da cidade não possui garagens, e é cada dia menos comum idosos e estudantes que não possuam automóvel.

Segundo Lopes, esses públicos também estão procurando morar em regiões menos movimentadas e próximas das escolas, que não se concentram mais nos bairros da região Centro-Sul. “Com isso, a procura por aluguéis tem decaído e influenciado nos preços”, afirma.

A pesquisa mostrou ainda que a média de aumento dos aluguéis em Belo Horizonte foi de 0,7% em outubro frente ao mês anterior. Em 12 meses, o aumento foi de 10,4% e no ano, de 8,4%.

A diretora da CMI/Secovi, Cássia Ximenes, afirma que a alta já era esperada. Isso porque a oferta de apartamentos para locação ainda não está acompanhando a demanda, apesar do aumento de 31,6% nos imóveis ofertados neste ano. Ela acredita que a tendência é de continuidade dos aumentos de preços acima da inflação nos próximos meses até que oferta e demanda se estabilizem.

 aluguel

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP