Pesquize em toda a Web

Indice de preços de imóveis do IBGE provoca polêmica

quarta-feira, 12 de outubro de 2011


A disparidade de valores do setor imobiliário tem provocado debates sobre o método de cálculo do índice de preços de imóveis no Brasil, que está sendo desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o instituto, a metodologia terá como base recomendações de países ou instituições que já produzem este tipo de indicador, mas ainda não foi divulgada. Há especialistas que acreditam que a grande variação dos valores pode prejudicar os resultados.

- A criação do índice é valida, pois precisamos acompanhar as variações de preços do mercado. Ainda não sei como será calculado o índice, mas será difícil chegar a um parâmetro confiável, pois há muita especulação e não há um valor tabelado de imóveis - argumenta o advogado especialista em mercado imobiliário Hamilton Quirino.

Já o vice-presidente da Associação de Dirigentes de Mercado Imobiliário (Ademi-RJ), Rubem Vasconcelos, é mais radical e diz ser contra a política de controle do governo. Ele defende que seja feita uma publicação mensal das pesquisas de preços praticados e não uma tabela de preços do mercado.

- Não existe controle de preço no mercado. A lei da oferta e da procura é que comanda. Não é tabelamento de preço. Eu discordo dessa política de controle e de acompanhamento do governo. Não é função do governo acompanhar isso. Ele tem que deixar o mercado livre - defende.

Contrário à opinião de Vasconcelos, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio de Janeiro (Sinduscon-RJ), Roberto Kauffman, acredita que a criação do índice poderá, sim, balizar o mercado imobiliário e ajudar a fixar os valores.

- Acho que será importante, principalmente, para imóveis das classes média e média baixa. É um instrumento que poderá permitir que a sociedade se posicione e interfira melhor nesse processo - acredita Kauffmann.

O IBGE já estuda a metodologia a ser aplicada para o índice, que será criado de acordo com o Decreto 7.565 do Governo Federal, publicado no Diário Oficial da União em setembro.

Em nota, o instituto afirmou que está desenvolvendo estudos para acompanhar a evolução dos preços no setor imobiliário. "A metodologia para o cálculo, bem como todos os procedimentos que envolvem um índice referente ao setor, está sendo discutida e terá como base as recomendações de países ou instituições que já produzem esse tipo de indicador", diz a nota.

Não há previsão de conclusão da metodologia de cálculo. Além disso, reforçou que não há previsão de quando o novo índice será divulgado.(G1)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP