Pesquize em toda a Web

Minha Casa Minha Vida atende só 4,17% dos cadastrados em Fortaleza CE

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Das 90 mil famílias cadastradas, 3.760 devem ser beneficiadas, considerandos projetos contratados e em análise




Clique para Ampliar

Condomínio Turmalina, da Época, foi o único do MCMV a ser entregue em Fortaleza para famílias menos favorecidas
KID JÚNIOR
Clique para Ampliar


O andamento do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) em Fortaleza prevê o atendimento de apenas 3.760 das 90 mil famílias, com renda entre zero a três salários mínimos e inscritas na Habitafor. Esta projeção significa somente 4,17% do cadastro feito na Capital há dois anos, quando o programa de habitação do governo federal foi lançado. De acordo com dados da Caixa Econômica Federal, 2.776 unidades habitacionais foram contratadas por cinco projetos, somando investimento de R$ 121,3 milhões. E outras 984 moradias, em dois condomínios, estão em análise, totalizando R$ 43,9 milhões.

Entre os empreendimentos contratados, foram entregues apenas 120 unidades até hoje, do empreendimento Turmalina, da Construtora Época. Outras 1.100 famílias devem receber seus imóveis até o fim deste ano, segundo previsão da Habitafor. Estas 1.220 casas/apartamentos do programa MCMV em 2011 perfazem apenas 1,35% do cadastro. As próximas unidades a serem entregues são 232 do residencial Santo Agostinho, da Construtora Época. Com previsão, para setembro. Além de 668 imóveis do condomínio Independência da ECB Engenharia; 120, do São Domingos e 80, do São Bernardo, ambos da CRD Engenharia.

Situação no Estado
No Ceará, a Caixa autorizou a contratação de 13.642 unidades habitacionais do MCMV, o que representa um investimento de R$ 584,2 milhões. Estão em análise no banco, mais 6.680 moradias, no valor de R$ 348,6 milhões. São 15 municípios cearenses beneficiados.

O programa está concentrado em Caucaia, na Região Metropolitana, com 6.432 unidades habitacionais. Destas, 1.496 estão em três condomínios em análise na Caixa, com um pleito de R$ 105,2 milhões. Dois projetos são da empresa Meu Lar Empreendimentos e outro da construtora Engexata. Outras 4.936 moradias foram contratadas. Estão distribuídas em cinco projetos que demandaram R$ 215,7 milhões.

Fortaleza aparece em segundo lugar na atração de empreendimentos do MCMV no Ceará.

Três a dez salários
O Ministério das Cidades, com levantamento feito em 5 de agosto último, informou que para famílias de três a dez salários mínimos, o MCMV já financiou 10.438 moradias no Estado, por meio de recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), sendo 4.305 unidades contratadas por pessoas jurídicas (financiamento de R$ 322,7 milhões) e 6.133 imóveis adquiridos por pessoas físicas (R$ 321,4 milhões), somando R$ 644,1 milhões. Destes, 6.536 moradias foram entregues, o que indica 62,62% de conclusão do programa.



(Fonte:DiariodoNordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP