Pesquize em toda a Web

"A curva continua ascendente" garante Secovi-CE

segunda-feira, 26 de setembro de 2011



O número impressiona. O valor de R$1,142 bilhões foi o volume total de vendas do primeiro semestre de 2011 (dados colhidos até 30 de junho). Segundo o presidente do Sistema Secovi, Sérgio Porto, o mercado continua a ascender diferente de outros estados como São Paulo, onde o resultado já mostra uma pequena queda. Em 2009, esse número era de 0,726, em 2010 saltou para 1,029 e agora o valor atual que ainda demonstra crescimento, embora menor se comparado aos dos anos anteriores.

DESTAQUES DE 2011
O que mais subiu entre 2010 e 2011, em termos de vendas, foi o apartamento de um quarto. E quem menos subiu na área residencial desse semestre foram os apartamentos de cinco quartos. O mercado continua tendo como carro chefe os apartamentos de três dormitórios, embora os de dois quartos também tenham trazidos resultados significativos pelo fato da diminuição das famílias.
Foi observado o aumento da área total em metros quadrados dos prédios. Os empreendimentos estão cada vez maiores, com mais área no que consiste a mudança na concepção dos lançamentos que compartilham as áreas comuns e tornam os preços dos condomínios mais baratos. Atrativo para compra.
Dentre os bairros mais procurados, a Aldeota está em primeiro lugar, seguido do Porto das Dunas, ambos lideram a tabela com maior volume de vendas. O bairro conhecido por ser o coração de Fortaleza, onde tudo se concentra, vendeu R$ 228,56 milhões com valor médio do m² em R$5.649.

O Porto das Dunas, a grande revelação e com estimativa de que se mantenha, gerou R$ 186,04 milhões, com valor em média de R$ 5.048 o m². Segundo Porto, vários são os atrativos para local: o maior parque da América Latina, a ponte do Sabiaguaba (do Cocó) – vai ligar a ponte ao anel do Eusébio, a duplicação da Maestro Lisboa, o Aquaville, Alphaville, os hotéis luxuosos em torno com campo de golfe etc.

Meireles, Cocó, e Guararapes, nessa ordem, também estão na tabela de destaque. A grande novidade também é o bairro Guararapes ter entrado para lista. De acordo com Patriolino Dias, diretor da construtora Dias de Sousa, o fato de as pessoas buscarem ampla área de lazer, mais espaço e conveniência fez com que os números de vendas nesse bairro alavancassem, já que na Aldeota há uma escassez de terrenos espaçosos para construir esse tipo de empreendimento. “É um bairro consolidado que tem o Iguatemi, a Unifor, o Salinas e que tem disponibilidade de terreno além de ser um dos mais próximos da Aldeota”, explicou Patriolino. Comumente confundido com a Água Fria, Cocó e Edson Queiroz, na verdade, o Guararapes é o bairro localizado vizinho ao Iguatemi.

SOBE O VOLUME, CAI A QUANTIDADE
Subiu a venda de imóveis, mas em termo de unidade, caiu. De 2010, 3.900 para 3.400, ou seja, diminuiu em 500 as unidades vendidas. Mas nada que comprometa o mercado e a visão continuada do mesmo, garante Porto.
O que preocupa nesses números, segundo Paulo Angelim, é que parte significativa vem da compra excessiva de imóveis por pequenos investidores que vão trazer esses produtos de volta para o mercado. “Os produtos estão indo só para a prateleira de stand by, depois vão voltar, e vão voltar para a calçada. Vai ter mais movimento na rua do que nas incorporadoras. O que vai ter de investidor angustiado porque não consegue repassar suas unidades porque comprou demais ou porque não avaliou criteriosamente é preocupante”, alerta o diretor-sócio da VivA imóveis. De acordo com Porto, isso é chamado de “efeito manada”. As pessoas comentam uma com as outras sobre o sucesso de determinado empreendimento e isso atrai investidores empolgados em lucrar.

PARA ONDE SE INCLINA O MERCADO
Quanto a pergunta de onde investir, “nós operadores do mercado sabemos que a próxima área a ser descoberta é ao longo da Santos Dumont, os empreendimentos estão encaminhando pra lá, sentido Praia do Futuro, fora outra áreas, mas nós sabemos que a região está sendo preparada para ser lançada lá. Graças a inovação, a criatividade dos empreendedores cearenses, há empreendimentos bons em todos os bairros”, ressalta Sérgio Porto.
E destaca que todos os dados podem ser colhidos pelas empresas mensalmente no Secovi. (Fonte:JornalOEstado)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP