Pesquize em toda a Web

Carreiras: seja bem-vindo ao glamour da vida de um corretor de luxo

terça-feira, 12 de abril de 2011

Mansões milionárias, carros esportivos e viagens de jatinhos e helicópteros. Tudo isso se assemelha a um clássico filme do agente britânico James Bond, mas não é. Trata-se da rotina de um corretor de luxo, profissional especializado em atender demandas de alto padrão orçamentário no setor imobiliário.

Contabilizar a quantidade de profissionais que atuam nessa área no Brasil é um trabalho árduo, visto que a maioria desses personagens atua de maneira autônoma no mercado de imóveis.

No entant, segundo o presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo), José Augusto Viana Neto, os corretores de luxo, em sua maioria, são profissionais bilíngues, variando entre 30 e 35 anos e homens. Costumam utilizar jatinhos e helicópteros para o transporte próprio e dos clientes. “Muitos desses profissionais estão concentrados em São Paulo, a capital econômica do País. Mas você também encontra profissionais assim nas regiões litorâneas do Brasil, em especial nas capitais do Nordeste", afirma Neto.

Para o corretor de luxo e administrador do portal imoveisdeluxo.com.br, Álvaro Espezim, o corretor de luxo normalmente é um profissional experiente, atualizado em relação ao mercado em que atua, bem relacionado, com um nível cultural acima da média e boa apresentação pessoal.

Iniciação
Para se tornar um corretor de imóveis voltado para o público de luxo, o primeiro passo é fazer o curso de Técnico em Transações Imobiliárias e se credenciar ao Creci.

Após estar cadastrado no conselho, o corretor deve buscar imobiliárias que sejam especializadas em imóveis de luxo ou que tenham um segmento interno com o perfil luxo e tentar entrar para a equipe de corretores dessas empresas. O profissional pode se valer também de uma lista valiosa de contatos e, assim, agir por conta própria.

"Dificilmente um corretor inexperiente será colocado para atender ao público de luxo. Isso requer tempo e confiança da empresa no profissional. Muitas imobiliárias exigem comprovação de negócios realizados pelo corretor, no segmento luxo, para que seja contratado para atuar nessa área", afirma Espezim.

Segundo ele, um corretor que atue especificamente com o mercado de luxo consegue atingir uma média de R$ 15 mil a R$ 20 mil por mês em comissões.

Mercado
A economia, de forma geral, está aquecida no Brasil. A realização de eventos internacionais de grande porte, como Olimpíada e Copa do Mundo, a promessa do pré-sal e o bom momento econômico que vivem os países emergentes alavancam a economia do Brasil. Isso se reflete no mercado de imóveis de luxo.

"Com o maior giro de capital, os consumidores passam a exigir melhores produtos, isso gera uma procura maior por imóveis bem localizados e com acabamento de primeira qualidade", explica Espezim.

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP