Pesquize em toda a Web

mercado Imobiliario: O marketing em discussão

terça-feira, 6 de abril de 2010

Ciclo de debates sobre mercado imobiliário do DF aborda a importância dessa ferramenta para as vendas. Evento é uma parceria do Grupo Comunidade de Comunicação e WImóveis

Fotos: Rúbio Guimarães
Na primeira mesa do debate, representantes do mercado imobiliário abordaram a importância do marketing

Os investimentos na área de comunicação com o objetivo de alcançar sucesso nas vendas e, sobretudo, dar visibilidade à marca da empresa foram o ponto principal apontado como essencial nas estratégias de marketing voltadas para o mercado imobiliário, tema da abertura do ciclo de palestras promovido pelo Grupo Comunidade de Comunicação em parceria com o WImóveis.

O evento ocorreu na terça-feira (30), no auditório da Comissão da Indústria Imobiliária (Sinduscon-DF), e contou com o apoio da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-DF), Associação dos Notários e Registradores (Anoreg-DF), Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 8ª Região (Creci-DF), Sindicato dos Gestores e Técnicos Corretores de Imóveis (Sindigeci-DF) e do Sindicato da Habitação (Secovi-DF), além da presença de publicitários e marqueteiros da cidade e que atendem os clientes do setor imobiliário da capital.

Segundo Fernando Brettas, presidente do Sindicato das Agências de Propaganda do DF (Sinapro), a tecnologia foi um dos fatores que mais impactaram nas ações de marketing das empresas na última década. Por conta disso, as agências que atendem à demanda do setor imobiliário travam um desafio a cada trabalho realizado.

“Hoje, o nosso cliente deve estar consciente da importância de uma propaganda para sua empresa, assim como conhecer as restrições que sofremos no nosso trabalho. Não podemos mais utilizar crianças de cinco a 12 anos nas propagandas, isso é uma regulamentação e não podemos mudar. Ou seja, não posso mais colocar crianças brincando no playground para vender um empreendimento, apesar de muitos clientes pedirem”, explica Brettas.

Internet é eficaz na propaganda de imóveis
O investimento em propagandas via internet vem se mostrando eficaz para a maioria das empresas. Segundo Marco Noleto, diretor de criação da Agência Plá, um dos pilares para essa ação é a mudança de comportamento dos clientes. “Em 2009 atendemos a conta da Terracap e fizemos boa parte do nosso trabalho pela internet. O número de lotes vendidos aumentou significativamente, visto que o edital e as condições para o pagamento estavam disponíveis na web. De acordo com alguns levantamentos e estudos nessa área, a web ajuda a finalizar cerca de 30% das vendas dos imóveis hoje em todo o país”.

Peter Gabriel Sola, sócio-diretor da Agência Radiola, acredita que a ação mais importante do marketing imobiliário seja o investimento na comunicação interna da própria empresa. “Quando pensamos em propaganda estamos falando de planejamento, pesquisas e, sobretudo, investimento em comunicação. Mas o ponto fundamental de um projeto de propaganda para uma construtora é o incentivo e a valorização daquele que contribui para a finalização do nosso trabalho, o corretor”, ressalta Peter.

O ciclo de palestras tem o apoio da Ademi-DF, Sinduscon-DF, Comissão da Indústria Imobiliária, Anoreg-DF, Creci-DF, Sindigeci e Secovi-DF.

A busca do diferencial
“O fator primordial da comunicação é a pertinência da informação”, afirmou, categoricamente, Cláudia Pereira, diretora da Agência Gabinete C, responsável pela conta da empresa PaulOOctavio Empreendimentos Imobiliários. Segundo ela, os donos de construtoras devem estar atentos aos produtos disponíveis no mercado. “Hoje, a nossa maior preocupação é entregar um produto que não seja mais um no mercado. Na década de 90 a maioria das propagandas era como “bula de remédio”, ou seja, aquele folheto com uma família feliz e informações sobre o empreendimento. Isso não pode mais ocorrer. Temos de nos adequar ao desenvolvimento tecnológico e, sobretudo, inovar”, afirmou.

A questão do investimento na marca da empresa foi levantada no evento, que buscou expor o funcionamento, dificuldades e benefícios de um plano de marketing. “Mais importante que investir em propagandas durante o lançamento de um empreendimento é buscar estratégias para que o nome da empresa se mantenha no mercado”, salientou Rodrigo Bendelar, diretor da Agência Perceptiva.



Publicitários e marqueteiros formaram a segunda mesa do debate



Em sua participação, ele chamou a atenção do processo que é a comunicação. “Uma boa campanha envolve comprometimento e valorização dos funcionários que atuam na construtora e da agência de propaganda. Trabalhar com pessoas comprometidas influi diretamente na qualidade do produto. A Perceptiva, em Brasília há dois anos, tem a equipe formada unicamente por brasilienses”, ressaltou.

A palestra sobre marketing imobiliário abordou, entre outras coisas, a influência do cliente como ditador de tendências. “É o cliente que exige um produto de qualidade e interage com a comunicação”, disse Mariangela Figueiredo, diretora da Agência Atitude. Na tentativa de alcançar a excelência do produto, a Atitude desenvolve um trabalho em cima da relação entre a agência de propaganda e a construtora, bem como os corretores. “Nos nossos projetos tentamos conceituar o produto realizando um trabalho conjunto com a empresa e suas equipes, ou seja, nós nos envolvemos com arquitetos e corretores. Esse é o sucesso da nossa fórmula para desenvolver uma comunicação eficaz e inovadora”, concluiu Mariangela.

SHEILA OLIVEIRA-spereira@jornaldacomunidade.com.br Redação Jornal da Comunidade

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP