Pesquize em toda a Web

Caixa aplica R$ 8,51 bi em habitação no 1ºbimestre, alta de 108%

quarta-feira, 10 de março de 2010

Do valor emprestado, R$ 5,57 bilhões foram contratados em financiamentos para aquisição ou construção de imóveis individuais. A Caixa Econômica Federal aplicou R$ 8,51 bilhões em habitação nos primeiros dois meses do ano, considerando todas as fontes de recursos. A performance representa um avanço de 108% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram aplicados R$ 4,10 bilhões.

No período, o número de contratos assinados no País saltou 108% na comparação com o primeiro bimestre de 2009, para 143.035 contratos. O resultado, acrescenta a instituição em comunicado divulgado há pouco, já se equipara a toda a contratação realizada no ano de 2005. Do valor realizado, R$ 5,57 bilhões foram contratados em financiamentos para aquisição ou construção de imóveis individuais e R$ 2,94 bilhões foram aportados em financiamentos para a produção de imóveis.
No Brasil, até 26 de fevereiro de 2010, a Caixa recebeu 3.470 propostas de empreendimentos, com 712.556 unidades habitacionais enquadráveis no programa Minha Casa Minha Vida. Destas, 327.090 unidades já foram contratadas. No estado de São Paulo foram 727 propostas, com 133.707 unidades, das quais 66.867 unidades já foram contratadas, sendo 21.820 na região metropolitana de São Paulo e 45.047 no interior e baixada Santista. Ao todo, foram financiados 34.766 imóveis no estado de São Paulo durante o primeiro bimestre deste ano, no valor de R$ 2,6 bilhões.
As linhas de crédito habitacional com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) alcançaram mais de R$ 1,2 bilhão, com 10.989 financiamentos. Para os créditos habitacionais com recursos da poupança (SBPE), o volume foi de R$ 1,45 bilhões no Estado. A quantidade de unidades habitacionais financiadas pela modalidade chegou a 17.058. Outras 6.719 moradias foram financiadas com recursos do FAR.
A Caixa Econômica Federal assina nesta segunda-feira, 8, o primeiro contrato de parceria com o Governo do Estado de São Paulo no programa Minha Casa, Minha Vida, com investimento previsto de R$ 8,1 milhões. Pelo acordo serão construídas 195 moradias para famílias com renda entre 0 e 3 salários mínimos em Mogi Guaçu, no interior paulista. O valor da prestação será de até 10% da renda familiar, respeitado o valor mínimo de R$ 50,00, com prazo de pagamento de dez anos, além de subsídios quase integrais. Antes do lançamento do programa habitacional, a prefeitura de Mogi Guaçu já havia doado à Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) a área onde serão construídas as moradias. De acordo com comunicado divulgado há pouco pela instituição financeira, o lançamento do programa e o acordo de cooperação e parceria firmado com o governo paulista permitiram que o projeto fosse viabilizado.
A CDHU realizou a licitação da obra e a Caixa financiará as moradias. Com prazo de 18 meses para execução da obra, as unidades serão construídas pela CPF Engenharia. Atendendo às especificações exigidas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, cada unidade terá cerca de 45 metros quadrados. Há menos de 1 mês, a prefeitura do município já havia assinado um contrato de R$ 19 milhões com a Caixa, para a construção de outras 408 moradias nesta faixa do programa. Com mais essas 195 moradias, o município de Mogi Guaçu totaliza 603 unidades habitacionais que serão construídas para famílias de baixa renda neste programa. Fonte: Agência Estado

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP