Pesquize em toda a Web

Mercado Imobiliario: Joao Pessoa - PB

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Com ares de cidade pacata e tranqüila, João Pessoa é uma das capitais mais procuradas por aquelas pessoas que buscam, além de trabalhar, ter sossego. Comparada às outras capitais brasileiras, não sofreu demasiados níveis de desenvolvimento, com muitas edificações verticais e estabelecimentos comerciais e de entretenimento. O contraste pode ser percebido numa comparação bem próxima, com a capital do estado vizinho de Pernambuco, Recife.

E são justamente essas características que atualmente lançam João Pessoa como a cidade queridinha dos turistas que pretendem se mudar, dos nativos da região e consequentemente, do mercado imobiliário no Nordeste.

“Cidades como Recife e Natal já sofreram um boom de desenvolvimento imobiliário e em cerca de 30 anos alavancaram o turismo na região. João Pessoa surge agora como um novo espaço para este desenvolvimento. É a bola da vez do mercado imobiliário”, disse o diretor comercial da Sólida imóveis, Fernando Paiva.

Se João Pessoa é o novo alvo das construtoras, uma área específica desponta como a responsável por todo este desenvolvimento: o bairro do Altiplano é o grande ícone do mercado imobiliário, que se destaca primeiramente pela altitude mais elevada, que permite ventilação e vista definitiva para os apartamentos, e localização privilegiada, ao se situar ao mesmo tempo próximo ao mar, mas numa área tranquila e digamos que, silenciosa.

As novas torres que já foram ou estão sendo construídas no Altiplano trazem um certo luxo à cidade e prometem tornar o bairro o mais nobre de João Pessoa em poucos meses. Condomínios com áreas de lazer com cinco piscinas, bar molhado, academia, quadras de squash, piscina térmica, e apartamentos com áreas de até 500 metros quadrado, vista definitiva, adega e varanda com espaço gourmet são alguns itens que ilustram as novas edificações e enchem os olhos dos que pretendem viver com conforto e com a tranqüilidade que João Pessoa oferece.

Com uma estrutura tão completa, os valores também acompanham o ritmo do crescimento e unidades de apartamentos em condomínios de alto padrão podem passar dos R$ 3 milhões atualmente, valores que devem crescer ainda mais em poucos anos, até mesmo porque muitos apartamentos já estão orçados com estes valores antes mesmo do início da construção.

A previsão de aumento de preço em apartamentos de alto padrão tem despertado o interesse de quem pretende morar nas unidades, mas também de quem quer investir no setor. De acordo com o gerente comercial da construtora Alliance - uma das marcas do setor imobiliário que mais tem investido no Altiplano Cabo Branco - Luís Henrique da Silva, muitas unidades de apartamentos estão sendo adquiridas por estrangeiros que visitam a Paraíba e pretendem se mudar para a cidade ou investir em imóveis. “Cerca de 20% das unidades que vendemos são para estrangeiros ou turistas de outras cidades brasileiras”, revelou.

Investimento

Para quem pretende investir ou morar em apartamentos de alto luxo ou mesmo se mudar para unidades menos sofisticadas, há várias condições de pagamento que são oferecidas para os clientes, desde o financiamento bancário até o consórcio imobiliário, que promete taxas menores de juros.

No sistema de financiamento bancário, que atualmente é oferecido por bancos como a Caixa – que detém cerca de 90% deste mercado -, Banco do Brasil, Bradesco e Banco Real, as taxas de juros giram em cerca de 9% ao ano. Com acordos feitos diretamente com a construtora, o cliente pode trabalhar também com a moeda de troca, oferecendo imóveis que já possuam (caso a construtora aceite) e financiando o montante que resta. Nestes casos, o valor do bem que o cliente pretende oferecer não pode passar de 40% do valor total do novo imóvel.

E uma outra oportunidade que há para a aquisição de imóveis é o consórcio imobiliário. Através deste canal, o cliente poderá adquirir um bem sem juros nas parcelas e com taxas de administração reduzidas. Neste sistema, o tempo de financiamento é menor, e em empresas como a Embracon, pode se estender em até 150 meses, com parcelas fixas e taxas de administração já embutidas.

No consórcio, há duas maneira do cliente ser contemplado: através de sorteios e de lances. E é aí que está a grande vantagem do negócio: empresas como a Embracon, que atua no mercado de consórcios para imóveis prontos ou na planta, casas, terrenos e até reformas, oferecem ao cliente a oportunidade de usar o próprio crédito disponibilizado pela empresa para dar um lance. O cliente pode oferecer um lance com até 25% do valor do crédito disponibilizado através do consórcio.

Numa simulação para consórcios realizados este mês, o cliente pode adquirir um apartamento de, por exemplo, R$ 300 mil e pagar uma primeira parcela de R$ 3.500 e 150 parcelas fixas de R$ 2 mil, nos meses que seguem.

Fonte: Priscylla Meira / ClickPB

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP